Perguntas frequentes sobre HIV

Uma meta ambiciosa!

O HIV é agora tratável e existe um plano global, chamado Meta 90-90-90, para acabar com a epidemia de HIV/AIDS até 2030. O primeiro passo é garantir que as pessoas conheçam seu status e isso significa dar a todos mais opções de teste.
Desde que lançamos o primeiro autoteste de HIV com amostra de sangue aprovado do mundo, pudemos educar as pessoas que queriam se autotestar para o HIV. Essas pessoas são referências em tratamento e não tiveram nenhum dano social.
Em 2014, o Reino Unido foi o segundo país a mudar a lei, passando a permitir o autoteste. Há agora mais de 60 países onde o autoteste é legalizado. O nosso plano é criar a primeira geração livre de AIDS no mundo e não poderemos fazer isso sem você.
Qual é "autoteste" para o HIV?
Os kits de autoteste de HIV requerem uma amostra de sangue muito menor e fornecem o resultado na hora, sem que ninguém mais esteja envolvido.
Como sei se meu teste de HIV é confiável?
O Autoteste de HIV BioSure foi o primeiro autoteste de HIV com marcação CE e é estritamente regulado e altamente analisado para garantir os padrões mais rigorosos. Estamos registrados na Agência de Medicamentos e Cuidados de Saúde (MHRA) e na Agência Europeia de Medicamentos (EMA). Se você está comprando outro teste, é realmente importante que ele tenha uma marca CE especificamente para “Teste de HIV” e não para “Uso Profissional Somente” para que seja aprovado. A marca CE deve ter 4 números abaixo dela, por isso, verifique cuidadosamente.
Para ser comercializado no Brasil o Autoteste para HIV BioSURE foi submetido a análises da Fiocruz/INCQS por meio de ensaios laboratoriais para o controle de qualidade de produtos de interesse à saúde. Após análise da Fiocruz e obtenção de laudo de aprovação, foi registrado pela ANVISA, autarquia responsável pela aprovação dos produtos e serviços submetidos à vigilância sanitária.

Sobre o HIV e AIDS 

O que significa o HIV?
HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana), que ataca o sistema imunológico, tornando-o mais fraco. Com isso, o sistema imunológico se torna debilitado  e não consegue combater infecções e doenças. 
O que a AIDS significa?  
AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) é um grupo de sintomas que podem eventualmente resultar da infecção pelo HIV, se não for tratada. 
O HIV e a AIDS são a mesma coisa?  Não. Se alguém tem HIV, isso significa que ele têm o vírus HIV em seu organismo.
Quando o sistema imunológico se torna tão fraco que não consegue combater uma série de doenças, considera-se que elas desenvolveram a AIDS.
As pessoas que são soropositivas não desenvolvem automaticamente a AIDS, na realidade é pouco provável que desenvolvam se o tratamento for tomado regularmente e se for iniciado precocemente após a infecção.
 A maneira como pensamos sobre o HIV está mudando, o termo HIV em estágio avançado está sendo cada vez mais usado em vez de AIDS. 
Como o HIV é transmitido?
O HIV é transmitido quando fluidos corporais infectados entram na corrente sanguínea de outra pessoa. Esses fluidos corporais incluem:
  • Sangue (incluindo sangue menstrual).
  • Sêmen.
  • ‘Pré-sêmen’ (o líquido claro que sai do pênis de um homem quando ele está sexualmente excitado).
  • Fluido vaginal.
  • Muco anal (o revestimento interno do ânus e reto).
  • Leite materno.Exposição sexual

Atenção: Os fluidos corporais, como lágrimas, suor, saliva e urina, não contêm vírus suficiente para causar infecção. O HIV não pode ser transmitido por beijo ou cuspe.

O vírus HIV não pode ser transmitido pelo ar.

Praticamente todas as infecções por HIV são transmitidas por meio de sexo com penetração desprotegido. As infecções sexualmente transmissíveis em qualquer um dos parceiros podem aumentar muito o grau de risco. As maneiras mais comuns de o vírus entrar em sua corrente sanguínea são:

  • Através do revestimento fino dentro de seu ânus
  • Através das células que revestem a vagina.
  • Por meio de cortes ou feridas na pele.
  • Por injeção (com uma agulha contaminada).

Outras maneiras de contrair o HIV incluem:

  • Através do tecido peniano danificado e das membranas mucosas na uretra e na cabeça do pênis - particularmente sob o prepúcio
  • Transmissão da mãe para o bebê durante a gravidez, parto ou amamentação
  • Por meio de sexo oral ou compartilhamento de brinquedos sexuais (embora esse risco seja significativamente menor do que no sexo anal e vaginal).
Existe uma cura para o HIV?
O HIV é uma doença tratável, embora não haja cura. Os avanços nos tratamentos significam que a maioria das pessoas que vivem com o vírus permanecem bem e com uma vida plena e saudável.
Quanto antes for feito o diagnóstico e o tratamento iniciado, melhor será o resultado. O diagnóstico tardio é o fator mais importante e está diretamente relacionado à expectativa de vida do portador de HIV e à eficácia dos tratamentos.
O que significa "Indetectável"?
Os tratamentos antirretrovirais (TARVs) agora são tão bons que, se forem tomados corretamente, o vírus pode ser suprimido a níveis indetectáveis. O vírus ainda está lá, mas literalmente em quantidade insuficiente para ser  encontrado no sangue. O incrível de tudo isso é que não apenas a saúde da pessoa é protegida, mas está cientificamente comprovado que ela não transmite o vírus. A campanha (I = I) (Indetectável = Intransmissível) tem agora mais de 350 organizações de HIV em 34 países. 

Como posso me proteger do HIV?

Você pode reduzir seu risco de exposição ao HIV não tendo relações sexuais desprotegidas com alguém que não tenha certeza do status de HIV. Na verdade, você está muito mais seguro tendo relações sexuais desprotegidas com alguém que tenha uma carga viral indetectável mantida, do que com alguém cujo status você desconheça.
Os preservativos funcionam?
Os preservativos, comprovadamente, previnem a transmissão do HIV. Seja confiante em suas escolhas e relacionamentos, dê uma olhada no Permaneça Negativo”.
Os preservativos têm uma taxa de insucesso muito baixa e podem ser usados ​​para todos os tipos de sexo: vaginal, anal e oral. Quando usados corretamente, todas as vezes em que você tem relações, os preservativos são a melhor maneira de se prevenir contra o HIV e também contra outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).
É importante verificar sempre a data de validade do seu preservativo (eles expiram!) e usar apenas preservativos que tenham registro na Anvisa.
O básico para garantir que você está usando um preservativo corretamente:
  • Use um novo preservativo cada vez que tiver relações sexuais;
  • Coloque o preservativo assim que ocorrer uma ereção e antes de qualquer contato sexual (vaginal, anal ou oral);
  • Não use lubrificantes à base de óleo (com vaselina ou óleo para bebês), pois eles podem enfraquecer o material do preservativo e aumentar as chances de rompimento. Use lubrificantes à base de água;
  • O homem deve segurar o preservativo firmemente para evitar que ele escorregue e saia de seu parceiro(a) imediatamente após a ejaculação;
  • Existem também preservativos femininos feitos de plástico fino, com anéis flexíveis em cada extremidade, que são inseridos na vagina antes do sexo. Estes também evitam a gravidez e protegem contra o HIV e outras ISTs.
O que dizer PrEP? PrEP são medicamentos que pode ser tomados por homens ou mulheres HIV negativos antes do sexo e reduzem o risco de contrair o HIV. PrEP está disponível em CTAs, SAEs, Hospitais Dia, Hospitais Universitários. Para mais informações clique aqui.
 

E o teste?

Por que devo realizar o teste para HIV?
Se você teve um comportamento de risco e se expôs ao HIV, é sempre melhor saber o seu status em relação ao HIV. Conhecimento é poder. Caso tenha HIV, quanto antes você for diagnosticado, melhor, porque os antirretrovirais agora são tão eficazes que, com o tratamento correto e regular, pode-se ter uma vida longa e saudável, com a mesma expectativa de vida de uma pessoa não contaminada. Mas se você não souber, não poderá se tratar.
Por que eu deveria me autotestar para o HIV?
O autoteste é mais conveniente e discreto que outros métodos de teste, pois você pode realizá-lo quando e onde quiser. É a única maneira de ser a primeira pessoa a conhecer seu status. Isso coloca você no controle.
Quando não devo me autotestar para o HIV?
Você escolhe onde e como vai se sentir mais confortável para fazer o teste. Se você ficar ansioso para se autotestar e obter seu próprio resultado, converse com um amigo ou profissional antes de comprar um autoteste, ou considere ter alguém com você enquanto realiza o teste. O autoteste de HIV está disponível em algumas redes de farmácias, lojas virtuais especializadas em produtos para saúde e, gratuitamente, no CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), onde você também pode obter aconselhamento.
Quais são as vantagens de usar o sangue como amostra?
O sangue contém 300 vezes mais anticorpos do que o fluido oral. É por isso que um teste de HIV que usa sangue é tão preciso. O BioSURE Autoteste de HIV requer uma amostra de sangue extremamente pequena: só 2,5 microlitros, muito menor do que uma gota de sangue, e a lanceta é indolor e faz um corte muito pequeno no dedo.
Com que frequência devo realizar o autoteste de HIV?
Isso realmente depende do seu estilo de vida. Se você sabe que faz escolhas que o(a) colocam em risco, incluindo sexo desprotegido com uma pessoa ou pessoas que não conhecem o seu próprio status de HIV, é recomendável que você faça o teste regularmente. O Ministério da Saúde recomenda repetir o teste a cada 3 meses. 

Arquivos ensino clássico - Family Has Tools