O número de casos de HIV/AIDS registrados no Brasil em 2018 sofreu uma queda significativa em relação aos anos anteriores.

Segundo indicadores oficiais do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/AIDS e das Hepatites Virais, órgão do Ministério da Saúde, no ano passado, um total de 15.471 pacientes foram diagnosticados com a doença. Em 2017, os índices apontavam 37.791 casos notificados.

De acordo com a mesma pesquisa, a grande maioria dos casos registrados de pacientes infectados com o vírus do HIV pertence ao público masculino (10.790). As mulheres representam 4.679 casos. Jovens entre 15 e 24 anos correspondem a 2.006 ocorrências, isto é, um pouco mais do que 12%.

Entre os fatores para a diminuição considerável da incidência de HIV/AIDS estão as campanhas maciças de prevenção, além da preocupação frequente da população em detectar rapidamente qualquer indício da doença. Cada vez mais, as pessoas se conscientizam da importância de realizar autotestes para HIV.

A BioSure, empresa com sede em Londres, capital do Reino Unido, acaba de trazer ao mercado brasileiro, o BioSURE HIV Self Test, Kit de autoteste rápido para HIV. Trata- se de um autoexame que pode ser feito em casa, sem a necessidade de ir a qualquer laboratório, usando apenas uma gota de sangue, e com um resultado confiável, com quase 100% de precisão. O resultado fica pronto em apenas 15 minutos.

O autoteste rápido para HIV permite um diagnóstico precoce da doença, o que é extremamente importante para se obter uma melhor qualidade de vida. Quanto mais cedo o vírus do HIV/AIDS for detectado, maior a possibilidade de o paciente antecipar o tratamento, o que ajuda a prevenir doenças oportunistas. Além do mais, o resultado antecipado em mãos é capaz de impedir a proliferação e a transmissão do vírus para os parceiros.

Com a chegada do autoteste de HIV da BioSure, a empresa espera diminuir ainda mais a incidência da doença no Brasil e no mundo.